Gestão inteligente nas câmaras municipais em debate

Os princípios da gestão inteligente nas câmaras municipais, enquanto organizações públicas, e os componentes tecnológicos de territórios inteligentes, designados Smart Cities, estiveram em debate no Fórum Internacional Gestão Inteligente e Smart Cities, promovido pela Área Metropolitana do Porto.

Este espaço de reflexão e de transmissão e partilha de conhecimentos inovadores realizou-se na passada sexta-feira, no Europarque de Santa Maria da Feira, e contou com a presença dos administradores da Gaiurb, Daniel Couto, André Correia e Israel Oliveira.

Alguns técnicos da empresa municipal que têm acompanhado vários eventos relacionados com a temática do fórum estiveram, também, presentes no fórum: Marco Lima de Carvalho, Carla Pires e Ana Azevedo, responsáveis das divisões de Informação Geográfica, de Serviços e Inovação, e da Unidade de Gestão Habitacional, respectivamente.

«A visão inteligente de territórios municipais» foi o tema abordado por Rio Fernandes, professor da Universidade do Porto e presidente da Associação Portuguesa de Geografia, enquanto Eloy Cuellar Martin, professor universitário e gerente da Cidade de Madrid, expôs «O desafio da gestão inteligente de um município», e Jordi Hereu, ex-presidente da Câmara de Barcelona, presidente de "IdenCity" e da "Barcelona Plataforma Empresarial", interveio sobre "O desafio das Smart Cities e da Gestão Inteligente".

Ficou uma linha consensual nas intervenções dos três oradores de reconhecido mérito nestas matérias: o contexto em que as sociedades contemporâneas se desenvolvem está caracterizado pela complexidade e, por isso, falar em cidade inteligente é falar em planeamento flexível e adaptativo.

O Fórum Internacional Gestão Inteligente e Smart Cities contou com a presença de cerca de 180 participantes.